Como é a dieta de uma bailarina?

Diego
29 de agosto de 2016
0 2.351 views

Toda bailarina, ou mulher que deseja dançar ballet, provavelmente, já ouviu falar sobre as grandes exigências com o peso que as academias de dança têm com suas talentosas dançarinas. A dieta de uma bailarina, apesar de ter a fama de ser restritiva e de baixa caloria, não deve ser tão radical como muitos especialistas de dança solicitam. No artigo de hoje, vamos falar um pouco mais sobre esse assunto. Confira!

A importância da alimentação equilibrada para a bailarina

Assim como acontece com qualquer outro atleta, a bailarina também tem na alimentação uma de suas principais forças para exercer sua arte com a dedicação que precisa. Sem energia e os principais nutrientes, é impossível que a bailarina consiga se sustentar dançando e realizando seus movimentos por muito tempo. Por isso é importante reforçar que a prática de dietas restritivas e de baixo teor calórico jamais serão indicadas para essa atividade.

As bailarinas devem aprender a comer de tudo, de maneira equilibrada e fracionada ao longo do dia, para se manterem nutridas e saudáveis.

Cuidado com a paranoia com o peso

Um dos maiores cuidados que uma bailarina deve ter com relação à sua alimentação e saúde é a atenção com a paranoia que ela pode desenvolver por causa do peso. Como seus treinadores geralmente exigem que ela seja magra para poder executar os movimentos com facilidade, essa demanda pode se transformar em um problema psicológico grave, que compromete a saúde da dançarina.

É importante lembrar que ser magra não quer dizer ter que passar fome para perder peso, da mesma maneira que não significa que a bailarina não possa apresentar umas gordurinhas espalhadas pelo corpo. Vale a pena reforçar que o ballet, quando praticado de maneira amadora ou profissional, é um exercício que demanda muita energia e que, naturalmente, vai resultar em mais queima de calorias.

Distribua bem todos os nutrientes na dieta

Uma dieta para bailarinas deve ser composta de maneira muito similar a uma dieta padrão para qualquer outra pessoa saudável. São sugeridos 55% das calorias oriundas de carboidratos complexos (como pães integrais, grãos integrais, frutas e vegetais), 20% de proteínas de origem magra (como carnes com pouco teor de gordura e produtos desnatados) e cerca de 20 a 25% de produtos fonte de gordura (equilibrada em saturadas e insaturadas).

Além disso, a ingestão de vitaminas e minerais deve obedecer às necessidades diárias recomendadas pela Organização Mundial de Saúde.

Alimentar-se de três em três horas é a melhor maneira de equilibrar a ingestão de todos esses nutrientes, de maneira que a bailarina não se sinta desconfortável ao treinar de estômago cheio.

Beba muita água

Outro cuidado muito importante para qualquer praticante de atividade física é a ingestão de água. Como o ballet é uma atividade que acelera o processo natural de desidratação do corpo, é preciso repor esse volume.

Especialistas recomendam a ingestão de dois litros de água por dia, sendo que, durante as atividades, devem ser acrescentados 250mL de água a cada 15 minutos de exercício, para garantir a hidratação durante todo o tempo.

Valorize os alimentos com vitamina C

Como o ballet é um exercício intenso, é natural que a produção de radicais livres pelo organismo humano seja relativamente alto. Isso significa que a ingestão de antioxidantes naturais também deve ser valorizada por essas praticantes.

Alimentos ricos em vitamina C devem ser priorizados na dieta das bailarinas, para ajudar a minimizar os efeitos dos radicais livres no organismo.

Não se esqueça de contar com um acompanhamento nutricional

Para garantir uma dieta saudável e equilibrada, toda bailarina deve ser acompanhada de perto por um profissional da área da nutrição. Somente ele será capaz de garantir o consumo adequado de todos os nutrientes essenciais para a saúde da dançarina.

Marque sua consulta e mantenha uma dieta equilibrada e de acordo com suas necessidades nutricionais!

Você é uma bailarina profissional ou dança ballet por hobby? Como cuida da sua dieta e do seu corpo? Conte para a gente!