Alongamento: encontre o tipo mais indicado para você

Diego
30 de outubro de 2017
0 80 views

Quem pratica qualquer tipo de atividade física já está habituado a fazer o famoso alongamento. Puxa aqui, estica ali e, aos poucos, o corpo vai se acostumando aos movimentos e se preparando para encarar o treino. E para quem dança, não é diferente.

 

A dança requer flexibilidade muitas vezes até maior do que outras atividades como musculação e corrida, por exemplo. Em uma aula de ballet, o dançarino chega a realizar movimentos com as pernas em ângulo de 180°, como é o caso do espacate (do italiano spaccata), o que requer um preparo maior das articulações e muito alongamento.

 

Embora o alongamento possa parecer uma atividade relativamente simples, existem muitas informações sobre a prática que ainda são desconhecidas. Por exemplo, você sabia que existem cinco métodos de alongamento? Sim, eles variam de acordo com a atividade que será praticada e também com as limitações físicas de cada um. Veja abaixo quais são eles:

 

Alongamento Dinâmico (ou Balístico)

O alongamento dinâmico – ou balístico – é feito sempre depois do aquecimento, ele é indicado principalmente para o ganho de flexibilidade. Pode ser realizado antes de uma competição com movimento curtos, elevação dos joelhos, agachamento, rotação de braços e deslocamento sobre o solo.

 

Alongamento Estático

Esse é o método mais comum. É feito sem sair do lugar, apenas esticando os músculos por um tempo médio de 30 segundos.

 

Facilitação neuromuscular proprioceptiva

Esse tipo é muito usado para reabilitação muscular. A técnica consiste em segurar o membro alongado por 30 segundos com o auxílio de outra pessoa.

 

Alongamento específico

Depois do aquecimento e do alongamento comum, o praticante deve fazer um alongamento específico para a atividade que vai realizar. Em geral, os movimentos são parecidos com os do esporte, luta ou dança a ser praticada.

 

Alongamento passivo

Pode ser feito com ajuda de alguém ou aparelhos, faixas elásticas ou bola suíça. Contribui para o aumento gradual da flexibilidade e é muito usado para aumentar a tolerância ao alongamento durante um longo período.

 

Vale lembrar que, tão importante quanto realizar o tipo ideal de alongamento, é utilizar roupas que proporcionem mobilidade e conforto. Para isso, opte sempre por peças flexíveis e de qualidade. Para consultar alguns modelos, clique aqui e conheça os produtos da Evidence Balllet. Bom treino!