Descubra 4 grandes mitos sobre nutrição esportiva

Diego
24 de abril de 2017
0 186 views

Na busca pelo corpo ideal, muita gente pode entrar em verdadeiras enrascadas. Inclusive, comprometendo a saúde em razão de más orientações referentes a nutrição esportiva.

Seja no ambiente das academias, em lojas de suplementos ou em textos na internet, é preciso sempre ficar muito atento para não acreditar em mitos.

Isso porque muitas conclusões não são baseadas em estudos científicos, ou seja, é preciso contar com orientações de profissionais qualificados e também de fontes seguras de informação.

Para auxiliá-lo nessa busca, vamos mostrar neste post quatro mitos que frequentemente entram na pauta das discussões de quem está em busca de mais qualidade de vida. Vamos lá?

Mitos sobre a nutrição esportiva

1. Consumir açúcar antes do treino é prejudicial

O consumo de açúcar tanto antes de um treinamento, de uma apresentação ou competição contribui para aumentar os níveis de glicose no sangue, ou seja, ajuda no armazenamento de energia.

Dessa maneira, os estoques de glicogênio auxiliam em uma boa resposta do corpo ao longa da prática esportiva, principalmente em atividades de longa duração, como em uma apresentação de ballet.

Por isso, é importante sempre manter os níveis equilibrados para que não aconteça uma hipoglicemia — queda no nível de glicose —, fato que pode influenciar em quedas no rendimento e até mesmo em desmaios.

2. Vitaminas e minerais fornecem energia extra

Mais um mito, pois as vitaminas e sais minerais, na verdade, são recursos auxiliares, ou seja, precisam de complementos no fornecimento de energia.

Para isso, é preciso manter uma alimentação balanceada, rica em carboidratos, proteínas, frutas, legumes, verduras, fibras, grãos, enfim, tudo de acordo com orientações de profissionais especializados, como nutricionistas.

Portanto, não caia nessa armadilha. Evite comprar várias vitaminas como se fossem a resposta para a sua disposição. É preciso manter a cautela sempre em evidência.

3. Muita proteína reflete em ganho muscular

Se você acha que comer muita proteína é sinônimo de ganho de massa muscular, abandone esta ideia.

Primeiramente, é preciso manter o equilíbrio, independentemente do tipo da atividade física escolhida, da dança à musculação.

Afinal, apesar dos macronutrientes existentes nas fontes de proteína, necessários para a construção do tecido muscular, é preciso evitar o excesso, que é prejudicial em todos os aspectos da vida.

Com isso em mente, seja cauteloso e faça uma dieta equilibrada, de acordo com a sua estrutura física, sem excessos, pois o consumo exagerado de proteína pode sobrecarregar o fígado, trazendo até mesmo problemas renais.

Ou seja, se a sua meta é cuidar da saúde, não caia neste mito que pode trazer um efeito inverso.

4. Câimbras são sinais de desidratação

Se você já ouviu falar que câimbras são reflexo da falta de água no organismo, saiba que esta afirmação está totalmente equivocada.

Existem vários fatores que podem causar este problema e a nutrição esportiva não tem ligação direta com as câimbras. Exceto para quem tem alguma influência genética, mas não por conta da desidratação.

Dentre as causas da câimbra, podemos citar o esforço excessivo de exercícios físicos, sobrecarregando os músculos e o organismo como um todo.

Nutrição esportiva

Diante desses quatro mitos apresentados, a orientação é sempre buscar orientação profissional antes de começar uma dieta.

Seja no ballet, na musculação, na corrida, enfim, não importa qual seja a sua atividade de preferência, manter uma dieta alicerçada em uma boa distribuição dos alimentos é essencial para contribuir com a qualidade de vida.

Tenha sempre em mente que não existem milagres. Tudo é resposta de várias pequenas ações ao longo de um bom período de tempo, ou seja, tenha calma na busca de seus objetivos e não tente radicalizar.

Afinal, o mais importante é conseguir manter a meta alcançada seja no ganho de massa ou perda de peso assim como as evoluções obtidas em sua modalidade de preferência, em especial, por meio das aulas de ballet.

E você, já caiu em algum mito sobre nutrição esportiva? Compartilhe este artigo em suas redes sociais e ajude amigos e familiares a não entrarem nessa fria!

Evidence Ballet- Coleção Capsula 3 - Banner ecommerce 2