Qual a importância do sono para a recuperação muscular?

Diego
15 de maio de 2017
0 116 views

Cada pessoa encara o sono de um jeito: enquanto alguns adoram relaxar e passar horas dormindo, outros, mais elétricos, consideram a prática uma perda de tempo. Mesmo se tratando de gostos diferentes, não dá para negar que o sono tem uma relação direta com a recuperação muscular.

Portanto, se você quer trabalhar a musculatura, saiba que abrir mão do sono não é uma opção. E para desvendar a relação entre dormir e os resultados no seu treino, preparamos este post bem explicativo. Confira!

O que acontece quando você treina?

Vamos começar do início: quando você treina, sua musculatura é estimulada o tempo inteiro. Nada mais natural, já que você está exercitando e forçando todos esses músculos, o que provoca o desenvolvimento dos mesmos. Certo? Certo!

Mas é aqui que entra a parte técnica: o estresse ao qual seus grupos musculares são submetidos faz com que as fibras musculares quebrem, o que, por sua vez, aumenta a demanda por aminoácidos. E, por fim, estes últimos são os responsáveis por aumentar o músculo.

Vale lembrar que essa situação ocorre no pós-treino, ou seja, ele é um período essencial de construção muscular!

Qual a importância do sono?

Quem pratica atividades físicas já sabe que uma boa alimentação faz toda a diferença nos resultados, mas será que todos conhecem o papel do sono nesta jornada? Pois bem, uma noite bem dormida, de oito horas corridas, auxilia no ganho muscular porque é neste momento que o corpo trabalha — incansavelmente — para reconstruir tecidos e células.

Vale lembrar que o sono tem várias etapas, e elas são divididas entre REM (Rapid Eyes Moviment) e Não-REM. Essas etapas se alternam durante a noite e são responsáveis por promover o relaxamento do corpo, regular a sua temperatura e ondas cerebrais, repor as energias e muito mais!

Quais os prejuízos de quem não descansa?

O sono é o alimento da atividade muscular! Isto porque enquanto dormimos o hormônio do crescimento (hGH) atua, estimulando o crescimento dos músculos, queima de gordura e construção óssea.

Além disso, dormir auxilia o desempenho cardiovascular e mantém a oxigenação do sangue, fazendo com que o treino consiga ser ainda mais intenso e de alta performance. Ou seja: quem não descansa o suficiente, acaba sofrendo com uma queda na performance ou uma síndrome do overtraining.

O sono ajuda a prática de atividades físicas?

Na verdade, a relação é benéfica para os dois lados: a atividade física faz com que o sono tenha mais qualidade, enquanto uma noite bem dormida melhora o desempenho do seu corpo nas atividades do dia seguinte, incluindo o treino.

Isso ocorre pois o exercício físico regula a temperatura do corpo e os neurotransmissores, fazendo com que o corpo funcione de forma mais eficiente. Com esses efeitos, você consegue treinar e dormir melhor. A sensação de bem-estar auxilia muito no relaxamento, e não há sensação melhor para dormir, né?

Como você pôde perceber, dormir bem é um fator crucial para a recuperação muscular, assim como uma dieta equilibrada. Então, leve o seu sono de beleza a sério! E, para ficar por dentro de mais dicas para o seu treinamento, assine a nossa newsletter agora mesmo!