Aprenda a fazer um coque de bailarina

Evidence Ballet
5 de setembro de 2016
0 3.698 views

O ballet atrai milhares de meninas todos os anos para suas aulas. Boa parte dessa atração das crianças é pela moda bailarina, que encanta com o tule, as sapatilhas e o coque de bailarina. O estilo realmente encanta e até as praticantes adultas da dança costumam adorar se arrumar para as aulas e para as apresentações.

Porém, é uma moda que dá trabalho de ser mantida. As sapatilhas machucam os pés e o coque não pode se desfazer de jeito nenhum durante os passos de ballet. Mas calma, basta saber alguns truques pra deixar o cabelo no lugar.

No passo a passo a seguir, aprenda a fazer o coque de bailarina perfeito.

1. Separe pente, grampos e fixador

O pente deve ser fino e os grampos, de preferência, da mesma cor do seu cabelo. Você vai precisar de cerca de 10 grampos para o cabelo. Para escolher o fixador, procure por um produto adequado ao seu tipo de cabelo.

Além desses materiais, você vai precisar também de:

  • Borrifador com água;
  • Elástico de cabelo;
  • Redinha e acessório para finalizar o penteado — laço ou fita.

2. Prepare o cabelo

Se você acabou de lavar o cabelo, seque-o completamente com o secador antes de iniciar o penteado. Prendê-lo muito molhado pode fazer mal para o seu couro cabeludo e, quando você soltar o penteado, estará com o cabelo muito quebradiço.

Quando as madeixas estiverem secas, prenda o cabelo em um rabo de cavalo na altura das orelhas (não deve ser nem muito alto, nem muito baixo) e prenda bem. Com ele preso, borrife um pouco de água na parte externa (mas borrife pouca água! Lembre-se dos males que o cabelo preso sofre quando está molhado tem).

Com o cabelo levemente úmido, fica mais fácil de modelar o coque, principalmente para quem tem o cabelo mais grosso e rebelde.

3. Modele o coque

O próximo passo é fazer o coque propriamente dito. Para ajudar, tenha dois espelhos para que você possa ver o resultado atrás da cabeça.

Enrole todo o rabo de cavalo em uma única mecha, formando um espiral que envolve o elástico que está prendendo o rabo. Prenda o coque com os grampos em um formato de “X” na cabeça. Se conseguir, evite o coque “pontudo”, amassando o cabelo para que ele fique mais espalhado. As mechas que se soltarem devem ser presas com grampos rentes ao couro cabeludo.

4. Finalize o penteado

A finalização é a parte mais simples. Aplique spray fixador em todo o coque de modo que ele fique firme por todo o dia. Outras opções para quem não tem o spray, é usar gel (para um efeito mais definido) ou creme de pentear (para um coque mais despojado).

Depois, basta encaixar a rede e enfeitar com um laço ou com uma fita o penteado. Algumas dançarinas mais modernas gostam de usar flores também. Essa parte fica por sua conta!

O legal de ter um coque com spray finalizador e rede para segurar é que, além de não desmanchar, ele não atrapalha o andamento da aula. Se for para uma apresentação então, capriche no spray e nos grampos! Coque desmanchando, além de feio, atrapalha o rendimento da bailarina.

Gostou desse tutorial? Então assine a nossa newsletter e receba conteúdo personalizado para você.