5 razões para ter a sapatilha Pirouette

Diego
22 de novembro de 2017
0 23 views

Acessório da Evidence Ballet une beleza, conforto e alta performance

Desde que o ballet foi inventado, em 1681, as sapatilhas seguem sendo um dos maiores ícones da modalidade. De sapato com salto à sapatilha de ponta, como é conhecida atualmente, o calçado já passou por inúmeras mudanças ao longo do tempo. Hoje padronizadas, já não variam tanto quando o assunto é formato, mas detalhes como tecido, espessura e matéria prima podem diferenciar completamente uma das outras. E, quem dança, sabe que esses grandes detalhes influenciam muito na hora da prática.

 

Seja para dar mais conforto aos pés ou para ajudar na realização de movimentos mais complexos, a Pirouette se destaca. Especializada em produtos voltados para dançarinos e esportistas, a Evidence Ballet tem o modelo como carro-chefe da linha de calçados. Para produzi-la, foram necessários anos de estudo, pesquisas e análises para entender exatamente as necessidades das bailarinas. Por isso, elencamos cinco motivos que farão você se apaixonar por ela. Acompanhe abaixo:

 

(Para entender melhor o que levar em consideração na hora de escolher sua ponta clique aqui)

 

– Durabilidade: Para que saísse do papel, muitos testes de performance e de durabilidade foram feitos. Além disso, a busca por fornecedores com matéria-prima de qualidade foi realizada de maneira rigorosa e meticulosa. Tudo isso para trazer ao mercado um produto de altíssima qualidade e resistência.

 

– Design: Produzida de forma totalmente artesanal, a Pirouette dá uma verdadeira aula de classe e elegância. Com acabamento todo em cetim, o produto pode ser encontrado nas cores rosa salmon e fosca. Como, nesse caso, beleza não é tudo, ela possui fitas elásticas acopladas, o que dá mais sustentação e segurança na hora da dança.

 

– Funcionalidade: Antes de serem disponibilizadas para venda, todas as sapatilhas passam por um esquadro. Isso garante que elas cheguem ao ângulo de 90 graus, ajudando a bailarina a atingir o eixo de apoio ideal.

 

– Conforto: Pensando em acompanhar a evolução da bailarina em todas as fases, a Evidence Ballet desenvolveu quatro tipos de palmilhas. Para as bailarinas iniciantes, ainda com pouca força nos pés, o modelo ideal é a de baixa resistência (2mm) clique aqui para saber como começar com sua ponta. Já para o público com força intermediária nos pés, as melhores palmilhas são as de resistência média (3mm). As palmilhas de grande resistência (4mm) são mais adequadas para bailarinas mais experientes e que possuem grande força nos pés. E há ainda uma opção de palmilhas com resistência extrema, feitas especialmente para bailarinas que possuem muita força no colo dos pés.

 

– Resistência: Todas as palmilhas (encapadas e almofadadas) são pré-arqueadas e feitas em polipropileno. O material, por ser resistente, impede que elas se quebrem. Isso significa que você pode esquecer aquele receio de quebrar a palmilha no meio da dança.

 

Com diferenciais exclusivos, a Pirouette já é uma das sapatilhas mais elogiadas por profissionais da área. Um calçado que não foi somente pensado para ser atraente aos olhos, mas para ser confortável e, principalmente, funcional. Por isso muitas bailarinas estão substituindo suas antigas ferramentas de trabalho pelo novo modelo da Evidence Ballet.

Você pode saber mais sobre como adquirir a sua Pirouette no site da Evidence.