Alongamento para dança: saiba a forma certa de fazer!

Diego
6 de março de 2017
0 249 views

Para desenvolver o seu potencial na dança, é preciso dedicar-se às aulas e ensaios, além de cuidar bem do corpo e da mente.

Como já falamos aqui no blog, é preciso prestar atenção na postura e preparar-se adequadamente para sua aula de ballet.

Um dos fatores que influenciam bastante o desempenho da bailarina é o alongamento para dança. No artigo de hoje, vamos aprender a fazê-lo corretamente. Continue a leitura!

Qual é a importância de fazer o alongamento para dança?

Em todas as vertentes do ballet, a prática do alongamento é bastante comum e recomendada. Isso porque ele tem a função de promover o estiramento das fibras musculares de maneira leve, progressiva e constante, minimizando o risco de lesões.

Ao praticar os exercícios de alongamento corretamente, a bailarina passa a aumentar a sua flexibilidade, além de reduzir a tensão muscular e ativar a circulação sanguínea. Com isso, o corpo fica mais relaxado, o movimento mais leve e os passos tendem a ficar mais soltos e bonitos.

Qual é a maneira correta de fazer o alongamento para dança?

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o alongamento deve ser realizado após o aquecimento. Isso porque a temperatura do corpo influencia a flexibilidade. Iniciar um alongamento sem aquecê-lo pode causar desconforto e até mesmo lesões musculares.

Outra dica bastante importante é buscar o auxílio de um profissional para estipular quais são os exercícios de alongamento mais recomendados para você e para a modalidade da atividade que você pretende praticar.

Inventar exercícios de alongamento e imitar os movimentos de outras pessoas sem orientação alguma pode ser bastante perigoso.

Outro mito bastante comum é o engano de que, para que o alongamento seja eficaz, é preciso sentir dor. Isso não é verdade! Forçar demais a musculatura pode causar sérios problemas para o seu corpo. Durante o alongamento, você deve sentir apenas uma leve tensão.

Por fim, preste muita atenção na sua respiração durante o alongamento. Ela deve ser lenta e profunda, ajudando no processo de relaxamento muscular.

Com qual frequência devo fazer o alongamento?

Quanto à frequência, a regra é simples: alongamentos simples podem ser praticados todos os dias, de maneira moderada.

Já os alongamentos mais específicos, que têm maiores cargas e exigem mais do corpo, devem ser praticados apenas uma vez por semana. Dessa maneira, você garante um pouco mais de tempo para se recuperar.

Posso fazer exercícios de alongamento depois de dançar?

Não só pode, como deve. Ao fazer os exercícios de alongamento antes da aula de ballet, você manterá o seu corpo bonito e preparado para os movimentos da dança.

O alongamento depois do exercício tem a função de promover o relaxamento da musculatura, portanto, os movimentos devem ser leves e curtos. Esse hábito ajuda na recuperação muscular.

Agora que você já sabe qual é a importância do alongamento para dança, atente-se aos seus exercícios, respeite os seus limites e coloque o seu corpo em movimento! Você costuma alongar o corpo antes ou depois de dançar? Deixe a sua resposta na área de comentários.