282609-aprenda-como-executar-um-lindo-grand-jete-no-ballet
Passos,  Todos

Aprenda como executar um lindo grand jeté no ballet!

Já falamos aqui um pouco sobre o jeté e, agora, que você já aprendeu sobre esse lindo passo do ballet, vamos explorá-lo um pouco mais e falar da sua versão ampliada, o grand jeté. Se você quer dicas de exercícios para executar um grand jeté no ballet, com mais precisão e perfeição, este post é para você.

O que é preciso para fazer um grand jeté

A tradução do grand jeté é grande salto, portanto, quando se fala em saltar, estamos nos referindo a sair do chão e, por consequência, estar contra a força da gravidade. Isso exige um preparo muscular intenso para que se alcance uma boa altura e, também, para evitar lesões na aterrissagem.

Para quem já faz aulas, o grand jeté é apresentado em pouco tempo de aula no ballet. Contudo, para quem ainda não conhece, esse grande salto é feito a partir de um plié bem-feito, com as duas pernas esticadas no ar. Portanto, é preciso empregar uma força considerável para se projetar para cima e para frente.

Como executar o grand jeté

A posição dos braços pode variar conforme a coreografia, mas é muito importante saber que eles não servem como ferramenta de propulsão, ou seja, eles não são usados para ajudar no impulso para sair do chão. Os braços podem, sim, servir para auxiliar no equilíbrio, mas a principal função deles é dar beleza ao movimento.

Um erro muito comum, entre bailarinas iniciantes, é fazer a torção do quadril no ar, mas o movimento correto é executado com o quadril reto e alinhado aos ombros. Os pés devem estar sempre en dehors, ou seja, para fora e com as pontas esticadas. Ainda, peitoral e cabeça sempre para cima, dando intenção de amplitude.  

Dicas para melhorar seu grand jeté no ballet

O grand jeté exige, basicamente, exercício de força para fazer um bom salto e evitar lesões na aterrissagem. Além de flexibilidade, pois, quanto maior a abertura das pernas, mais bonito ele fica. Então, segue abaixo algumas dicas e exercícios que podem ajudar a melhorar o movimento:

  • não economize no plié na hora de saltar, quanto mais você flexionar as pernas, mais impulso conseguirá dar e, consequentemente, alcançar maior altura e distância ao sair do chão;
  • coloque energia nos passos que antecedem o salto, dê passos largos com firmeza e intenção de sair do chão;
  • para fortalecimento e flexibilidade das pernas, pratique o grand battement. Sempre mantendo a perna de apoio esticada e descendo devagar. Desta forma, você fortalecerá as coxas e glúteos;
  • para flexibilidade, pratique diariamente o grand ecart ou o espacate. Procure ultrapassar seus limites, cada dia um pouco mais, já que flexibilidade é treino;
  • para treinar a colocação de peito e coluna, pratique com o arabesque, a posição no ar é parecida com a do chão.

É possível dizer que o grand jeté, no ballet, é um movimento que aparece na maioria das coreografias, portanto, é muito importante praticá-lo. Assim, com essas dicas, seguramente, você vai melhorar seu salto, coordenação e flexibilidade a cada dia, e ser uma bailarina elegante como se deve ser.

Se quiser saber mais sobre outros passos do ballet e como melhorá-los para ser uma melhor profissional nessa linda arte, assine nossa newsletter e não perca nenhuma dica!