Ballet Fitness: o segredo para o corpo dos seus sonhos!

Diego
10 de outubro de 2016
0 873 views

Que tal aliar queima de calorias, melhoria da postura e fortalecimento dos músculos em uma mesma aula? E o melhor, com uma boa música dando aquele gás na atividade física. Pois bem, é isso o que promete o Ballet Fitness! A modalidade vem conquistando cada vez mais novos adeptos por conta dos bons resultados, principalmente, na melhoria da qualidade de vida.

Mas, você conhece esta modalidade que reúne conceitos do ballet, pilates e dança? Continue a leitura e descubra!

O que é o Ballet Fitness?

Com aulas que duram, em média, uma hora, o Ballet Fitness intercala os passos do ballet  nas barras e exercícios no solo, como agachamentos, flexões de braços e abdominais, além da utilização de acessórios que contribuem com o ganho de flexibilidade.

A atividade é bem intensa e queima cerca de 750 calorias por aula. Criada pela professora e bailarina Betina Dantas, de São Paulo, a modalidade atua nas repetições dos passos em uma intensidade três vezes maior se comparada a uma aula de ballet tradicional. O foco é sempre no tempo da isometria, por meio da sustentação muscular dos exercícios.

Como funciona?

Geralmente, as aulas de Ballet Fitness são realizadas por meio de circuitos diferenciados, quebrando a monotonia. Os exercícios básicos são feitos em repetições rápidas, enquanto os de agachamento, na meia ponta. Trata-se de um circuito de barra e chão, com a execução dos movimentos mais simples do ballet clássico.

O nível vai aumentando sem pausas e a música dá o tom dos movimentos. Podem ser utilizados pesos em alguns exercícios, mas muitos professores optam em aproveitar o próprio peso dos alunos, como em uma flexão de braços.

Quais os benefícios da prática?

O Ballet Fitness trabalha muito o sistema cardiovascular. Também traz bons resultados no ganho de flexibilidade, definição dos músculos, perda de peso, ajuda na melhora da respiração, postura e também no equilíbrio.

Os músculos ficam mais alongados e o corpo tonificado, com aspecto longilíneo ao contrário de trincado como acontece na musculação ou ginástica localizada. Além disso, a elegância dos movimentos contribuem com o ganho de leveza corporal, sem falar na quebra da monotonia por meio dos exercícios aeróbicos e anaeróbicos em circuitos frequentemente modificados.

As aulas são dinâmicas, o que ajuda na motivação. O bem-estar acaba tendo ainda a companhia das músicas agradáveis que acompanham todo o roteiro do circuito.

Quem pode praticar?

Esta modalidade é indicada  para pessoas que tenham alguma noção de ballet clássico e também condicionamento físico para não se perder nos movimentos. Pessoas com mais de 15 anos já podem se aventurar na atividade, sem contraindicações, desde que a saúde esteja em dia.

No entanto, o mais importante é você procurar uma orientação médica antes de se matricular para ver se está tudo em ordem, pois as aulas exigirão intensidade nos movimentos e também nos batimentos cardíacos.

Com tudo dentro dos seus limites, os ganhos serão extraordinários. Muita gente começou a praticar o Ballet Fitness e não parou mais. Afinal, os benefícios são excelentes e melhoram muitos aspectos do seu corpo e mente.

Agora que você já ficou por dentro do Ballet Fitness, que tal ler o nosso artigo: 9 livros que todo amante do ballet deve ler!