Como me tornar um excelente professor de dança?

Diego
29 de outubro de 2018
0 12 views

Como é a carreira, quanto se pode ganhar e o que é preciso para ser um excelente professor de dança? É possível viver dessa profissão no Brasil?

Como qualquer outro tipo de carreira artística, dar aulas de dança, seja qual for a modalidade escolhida, requer além das habilidades de um professor, muita persistência. Já falamos aqui no blog sobre ser professor de ballet e agora preparamos este artigo para falar um pouco mais sobre a profissão como um todo. Vamos lá?

Por onde começar?

Primeiramente é importante saber que para exercer a profissão de professor de dança não é obrigatório ter graduação. No entanto, não se pode negar que em um mercado tão competitivo, esse é um ponto-chave.

A área de atuação abrange algumas opções como:

  • companhias de dança ou teatro;
  • academias;
  • escolas (aulas de dança ou de educação artística);
  • produção cultural;
  • eventos com corpo de baile.

Ser professor é umas das profissões mais nobres já conhecidas, é preciso ter didática em primeiro lugar, grandes habilidades técnicas, disciplina e no caso da dança, conhecer de anatomia e fisiologia corporal.

Em sua grande maioria, os professores no Brasil são autodidatas, o que não há qualquer problema, estudam ritmo, técnicas, preparam aulas, baseando-se em materiais de outros professores, ou livros relacionados a sua modalidade. E com a experiência podem criar o seu método próprio.

Dar aulas em companhias de dança é geralmente por onde se inicia a carreira, comece por uma turma iniciante até ir se aperfeiçoando para alcançar turmas mais avançadas.

Como se profissionalizar?

Como já foi dito, não é obrigatório ser graduado em dança para dar aulas, a experiência como dançarino conta muito mais, porém é sim um grande diferencial. A graduação em dança traz muito embasamento teórico, o que enriquece o currículo e contribui para desenvolvimento de métodos e técnicas de aulas.

O currículo do curso varia de acordo com cada faculdade, mas alguns dos temas abrangem:

  • abordagens e lógicas da dança;
  • história das artes;
  • anátomo-fisiologia;
  • teoria e análise do movimento;
  • história da dança;
  • psicologia da educação;
  • didática geral;
  • comportamento motor;
  • ensino de dança;
  • estágio supervisionado;
  • filosofia;
  • antropologia do corpo.

No Brasil temos faculdade em todas as regiões e vale lembrar que para dar aulas em uma escola ou universidade por exemplo, é preciso ter a licenciatura.

Quanto ganha um professor de dança?

Os salários podem variar muito, mas uma companhia de dança geralmente paga o professor por hora/aula, ou proporcional a quantidade de alunos e, o salário inicial fica entre mil e 3 mil reais. Com o seu nome no mercado já consolidado e reconhecido, esse valor tende a crescer bem mais.

Como todo educador, a dica é escolher a profissão pelo amor à arte de ensinar e passar conhecimento. Isso sim é necessário para se tornar um excelente professor de dança, o restante você pode aprender e desenvolver ao longo do tempo.

E então, conhece alguém que já pensou em ser professor de dança mas não sabe por onde começar? Envie esse conteúdo a essa pessoa ou compartilhe nas suas redes sociais.

Evidence Ballet- Coleção Capsula 3 - Banner ecommerce 2