Entenda por que você não deveria faltar ao treino de ballet

Diego
5 de março de 2018
0 87 views

 

Com todas as tarefas e os compromissos do dia a dia, às vezes, é difícil manter a regularidade no treino de ballet. O cansaço, a chuva ou o trânsito também podem virar desculpas para faltar. É claro que imprevistos podem acontecer, mas eles devem ser ocasionais. É preciso estar atento para que as faltas não virem algo frequente.

Você sabe qual a importância de manter a assiduidade nos treinos? No post de hoje, vamos mostrar quais as consequências e os problemas em faltar aos treinos com frequência. Se você está no time dos faltosos, o artigo de hoje é para você!

Você não vê o progresso acontecer

A primeira e principal consequência das faltas frequentes é a estagnação. O progresso acontece a cada aula, seja com um novo movimento aprendido, seja com a lapidação de uma técnica. Quem falta muito não consegue manter o ritmo das aulas — é preciso ficar sempre relembrando os passos aprendidos e, com isso, não é possível avançar na técnica.

Você perde o ritmo das aulas

Como comentamos no primeiro tópico, perde-se o ritmo de aulas ao faltar muito. Se a aula é em grupo, você ainda atrapalha o desenvolvimento dos seus colegas também. A professora precisará parar a aula mais vezes, relembrar técnicas, movimentos e sequências já passadas com frequência. Isso diminui o ritmo da aula.

Seu corpo fica desacostumado

O corpo humano se acostuma rapidamente com a falta de atividade física. Então, após cada falta, é difícil voltar às aulas. Fora as perdas que podem ocorrer na flexibilidade e na coordenação e a dificuldade em lembrar os passos e técnicas. Ter que reaprender e recomeçar tudo de novo com frequência é desgastante. É muito mais fácil manter um hábito que criar um novo.

Você fica desmotivada para continuar

Uma das coisas que mais motivam a continuar a prática de atividade física é o progresso. Ao ver que ele não acontece ou acontece muito lentamente e que acompanhar as aulas está mais difícil, a motivação para continuar os treinos desaparece.

Outro detalhe que é bastante desmotivador é a comparação. Comparar-se com outros alunos que são mais frequentes fará com que você se desmotive, afinal eles têm mais horas de treino acumuladas que você. Isso significa que eles tiveram mais tempo para aprender e praticar os passos.

Entenda por que não faltar ao treino de ballet

Agora que você já entendeu as consequências de faltar muito às aulas de ballet, veja por que não faltar!

Tenha um comprometimento com você mesma, com sua professora e turma e com os seus objetivos. Para se tornar uma grande bailarina, é importante ter compromisso e dedicar-se aos treinos de ballet.

Não esqueça esta dica: vá para a aula! Vá cansada, vá com chuva, vá desanimada, mas vá. Talvez não renda sua melhor aula, mas a sensação de bem-estar e o sentimento do dever cumprido e de manter o compromisso com você mesma podem mudar o dia.

Como podemos ver, manter a frequência no treino de ballet é essencial para ter um bom desempenho. As faltas frequentes criam um ciclo que começa na estagnação e termina na desmotivação e no abandono da aula. Para evitar isso, coloque o ballet como prioridade na sua rotina. Tenha esse compromisso com você mesma e aproveite as aulas!

Entendeu por que não devemos faltar às aulas? Siga-nos nas redes sociais e fique por dentro dos conteúdos que postamos. Estamos no Facebook, e no Instagram.