Qual a relação entre dança e saúde mental? Veja seus 4 benefícios

Você sabe qual é a relação entre dança e saúde mental? Essa prática é uma atividade física que consiste em realizar vários passos coordenados, seguindo um ritmo musical. Além de favorecer o equilíbrio tanto da mente quanto do corpo, ainda pode beneficiar a saúde e prevenir diferentes tipos de doenças.

Por estar relacionada ao prazer, a dança possibilita que o corpo produza serotonina, dopamina e endorfina — os principais hormônios do bem-estar. Contudo, essa prática não se limita apenas a um exercício: ela também é uma excelente ferramenta para desenvolver a expressão e a interação.

Se quer conhecer os principais benefícios da dança para a saúde mental, continue a leitura!

1. Reduz o estresse e a ansiedade

A dança, em muitos casos, é considerada uma verdadeira terapia, já que permite que os praticantes expressem suas emoções por meio dos movimentos. Ao liberar os bloqueios físicos e a tensão, a pessoa consegue reduzir a ansiedade e o estresse de maneira significativa, promovendo bem-estar geral.

Inclusive, isso causa uma sensação de felicidade, gerando, por consequência, mais alegria e tranquilidade. Além disso, a dança é uma excelente maneira de melhorar a interação e de fazer novas amizades de modo espontâneo e descontraído.

2. Melhora o humor

Mexer o corpo ao ritmo da música é um exercício prazeroso que auxilia no relaxamento. Enquanto você dança e mantém a concentração para coordenar os movimentos, deixa de lado os problemas e as preocupações do dia a dia.

É por essa razão que a dança pode barrar a carga negativa que acompanha as pessoas, abrindo espaço para a motivação, a alegria e a vitalidade. O resultado é uma vida mais positiva e feliz.

3. Eleva a autoestima

A dança também estreita o vínculo para a construção de uma relação de amizade e pertencimento de grupo. Isso é capaz de elevar a sua autoestima, tendo efeitos benéficos no comportamento dos indivíduos, tanto em relação aos demais quanto a si mesmo.

Assim, é um ótimo recurso para aumentar a autoconfiança, já que ajuda na superação de medos. A cada novos passos e coreografias aprendidos, um objetivo é alcançado. Isso reforça o sentimento de ser capaz e de segurança.

4. Fortalece a memória

Além de melhorar o humor e elevar a autoestima, a dança também é capaz de manter a saúde mental e a habilidade cognitiva equilibrada. Isso proporciona mais longevidade e fortalece a memória da pessoa, já que a mente se torna mais ativa quando percebe que o corpo está fazendo uma atividade prazerosa.

Seguindo a sincronia, o ritmo e o tempo da música, o praticante desenvolve o mental e físico, garantindo harmonia entre ambos. Por isso, a dança é ideal em qualquer idade, desde os mais jovens aos mais idosos.

Agora que já sabe qual a relação entre dança e saúde mental, lembre-se de que essa atividade contribui para melhorar o humor, elevar a autoestima e reduzir o estresse e a ansiedade. Para dar o pontapé inicial, escolha uma escola ou uma academia preparada para oferecer as melhores aulas!

Gostou do conteúdo? Então, não deixe de compartilhá-lo em suas redes sociais para que seus amigos conheçam a relação entre dança e saúde mental!