Conheça os principais tecidos para collant de ballet

Conheça os principais tecidos para collant de ballet

O ballet é tão encantador porque, entre outras coisas, exige a harmonia de vários fatores para formar um espetáculo especial. A roupa, por exemplo, certamente está na lista de aspectos mais importantes para uma dançarina que se preze, não é verdade?

Hoje em dia, encontramos diversos tecidos para collant de ballet, e a escolha do melhor passa por questões como material, modelo e cor. Além disso, a peça precisa garantir o conforto necessário para a execução plena dos movimentos, apresentando ainda durabilidade e beleza.

Ficar em dúvida a respeito do tecido ideal é normal. Portanto, ao longo do texto, trouxemos para você as mais interessantes dicas envolvendo o collant de ballet. Continue conosco e faça uma boa leitura!

Quais os tecidos estão em alta?

O tecido da peça deve ser moldado ao corpo e ter a beleza complementar à figura da dançarina. Flexibilidade e elasticidade também consistem em características fundamentais para um bom collant. Abaixo, estão os tecidos mais usados e eficientes hoje em dia.

Helanca

Lembra daquelas bermudas de uniforme escolar infantil? Pois bem, boa parte costuma ser feita de helanca, um tecido marcado pela elasticidade. Collants desse material apresentam maior grossura em relação a outros modelos e são excelentes opções para crianças.

Sem tanta maleabilidade, porém, collants de helanca podem não se ajustar tão bem ao corpo feminino adulto. A grande vantagem está no preço, consideravelmente mais baratos quando comparado com a média de tecidos diferentes. No começo da prática do ballet, trata-se de um ótimo investimento.

Amni

Com mais leveza e facilidade na confecção, o tecido Amni proporciona a produção de modelos modernos e únicos para o ballet. Além disso, o ”Amni Soul Eco”, nome técnico original, ganhou força pelo papel ecológico que desempenha.

A poliamida biodegradável desaparece do meio ambiente cerca de 50 anos mais rápido em comparação a tecidos tradicionais. Suas características a tornam excelente alternativa para os segmentos fitness e beachwear, e o ballet se encaixa nesse padrão.

Apesar de apresentar as mesmas qualidades do fio comum, o Amni passa pelo processo de biodegradação em cerca de três anos, e antes disso pode ser bastante valioso para quem pratica a dança.

Como a escolha influencia a prática?

O bem-estar pessoal é o principal fator que deve ditar a preferência de cada bailarina. Não dá para negar, porém, que a definição do melhor entre os tecidos para collant de ballet impacta a flexibilidade, a mobilidade e a beleza da atividade.

Um bom modelo precisa se caracterizar pelo ajuste correto ao corpo, o que sempre varia de pessoa para pessoa. Assim, considere as suas peculiaridades e as coloque na balança com outros aspectos importantes para definir a alternativa adequada.

Conforme observamos durante o post, os tecidos para collant de ballet têm características marcantes e devem apresentar harmonia com a cor e o estilo da peça. Só uma bailarina confortável consegue desempenhar todas as ações que tornam essa dança tão especial e única!

Se gostou do conteúdo do texto, aproveite a visita ao blog e confira as opções de produtos da Evidence!

teaser coleção For youPowered by Rock Convert