4 técnicas que vão te ajudar a superar o medo do palco

Diego
14 de maio de 2018
0 100 views

Momentos antes de entrar no palco, você olha por uma fresta da cortina da coxia e vê muitas pessoas sentadas em seus lugares, aguardando o espetáculo de que você vai fazer parte começar. Aquela sensação de borboletas no estômago é normal! Mas, e quando o medo do palco atrapalha a vida da bailarina?

É muito comum no meio do ballet que alguns dançarinos tenham aversão ao palco, apresentando queda de pressão e até ataques de pânico minutos antes de começar a apresentação. Para saber como se desfazer dessa sensação, continue a leitura deste post e veja algumas dicas que vão fazer toda a diferença na sua apresentação!

1. Adote o hábito de meditar

A meditação é uma prática milenar e que cada vez mais tem ajudado na resolução de diversos problemas. O medo e a insegurança de se apresentar no palco é um deles, já que, ao meditar, o indivíduo reprograma sua mente de maneira progressiva.

Na meditação, você aprende a respirar e a prestar atenção em seu corpo, a se ouvir mais e, consequentemente, a se entender mais. Aos poucos, você desbloqueia determinados padrões estabelecidos por você dentro da sua própria mente que podem deixar seu cérebro muito mais tranquilo antes de se apresentar.

2. Treine muito e se organize para ficar confiante

Às vezes, o medo do palco pode acontecer por conta de uma insegurança de errar algum movimento ou até de esquecer alguma parte do figurino em casa. A melhor maneira de evitar essa situação é treinar muito e se organizar com muita antecedência.

O treino é o melhor amigo de qualquer dançarino. É com ele que você vai aperfeiçoar as técnicas, decorar a sequência dos movimentos e dominar a coreografia. Quando você treina bastante e tem tudo na ponta da língua, ou melhor, da sua sapatilha, você automaticamente adquire mais autoconfiança e consegue driblar o medo de errar.

No dia anterior ao espetáculo, a dica é fazer uma lista com tudo o que você precisará levar para o local de apresentação. Assim, você evita ter que pegar tudo de última hora e esquecer de algum item importante.

3. Visualize e fique familiarizada com o ambiente

Os ensaios no local da apresentação são ótimos para que você fique mais próxima ao ambiente e se sinta em casa no dia D. Antes do espetáculo, olhe o palco, a plateia e sinta-se honrada de ver quantas pessoas estão ali para ver você e sua turma dançarem.

Ter essa familiaridade com o ambiente e substituir o sentimento negativo pela gratidão em estar onde você está é um exercício que acalma e ajuda a driblar o medo do palco.

4. Aprenda a se gostar e a se respeitar

A falta de autoestima é uma característica comum a muitas pessoas nos dias atuais. Nas bailarinas, são comuns transtornos alimentares, estresse e até a depressão, por ser uma profissão que exige muito de quem se dedica a ela.

Nunca se coloque para baixo depois de cometer um erro ou ser criticada por alguém. Lembre-se que sugestões alheias são sempre bem-vindas, mas não devem ser uma verdade em sua vida. Cuide-se e se ame a fim de ter autoconfiança e autoestima suficientes para superar o medo de se apresentar.

Se você sentir necessidade, procure um profissional para ajudar a superar seus traumas e elevar sua autoconfiança. Sessões de terapia podem ajudar não só a enfrentar o medo do palco, mas também a ser uma pessoa melhor para si mesmo e para o mundo.

O medo do palco pode estar relacionado a diversos aspectos internos e mal resolvidos. Apesar de não ser algo simples de se resolver, é comum a muitos bailarinos. Detecte os pontos que fazem você temer as apresentações, faça uma autoanálise e verifique o que precisa ser melhorado. Afinal, a dança é para deixar você e seus espectadores mais felizes, certo?

E você, já sentiu medo do palco? O que fez para superá-lo? Conte para nós nos comentários!