Pés de Bailarina: 7 dicas incríveis para manter seus pés bem cuidados

Evidence Ballet
20 de fevereiro de 2016
0 1.489 views

Os pés são o principal instrumento de execução dos movimentos clássicos de uma bailarina, que encantam multidões. No entanto, escondidos debaixo de sapatilhas apertadas, muitas vezes eles se encontram marcados por calos, joanetes e unhas encravadas, causadas por uma intensa rotina de treinamentos.

Seguindo uma série de cuidados com os pés é possível mantê-los saudáveis e sempre prontos para executar movimentos com perfeição. Neste post, listamos 7 dicas incríveis que lhe ajudarão a melhorar a saúde dos seus pés de bailarina. Confira!

Mantenha as unhas curtas

Bailarinas já sabem o quanto unhas grandes podem ser desconfortáveis e doloridas durante a dança. Para as iniciantes, uma boa forma de cuidado com os pés é mantê-las bem cortadas e lixadas, de modo a evitar que elas encravem ao longo da prática do ballet e para que não atrapalhem a execução dos seus movimentos.

Hidrate com moderação

Os hidratantes e óleos podem causar um efeito negativo se utilizados em excesso. Sua principal consequência é o afinamento da pele, que em atrito regular com as sapatilhas ou com o solo podem causar feridas, popularmente chamadas de “carne viva”. Utilize-os, no máximo, duas vezes por semana, de preferência durante a noite, com os pés prontos para descansar.

Não estoure bolhas e calos

As bolhas e os calos são bastante comuns em pés de bailarina. Pelo menos em algum momento da sua rotina eles aparecerão, e quando isso acontecer, não os estoure. Cair na tentação de retirar calos com alicates, tesouras ou outros instrumentos, além de criar um aspecto estético ruim, pode causar infecções graves. O ideal é esperar que eles saiam naturalmente, ou caso estejam muito doloridos, procure a ajuda de um podólogo.

Tenha cuidado com quem cuida das suas unhas

Mesmo sendo importante manter as unhas bonitas, tenha cuidado com as manicures ou pedicures. Algumas profissionais sem capacitação podem piorar a situação de unhas encravadas e serem responsáveis pela transmissão de bactérias graves através de instrumentos e alicates mal esterilizados. Para um cuidado efetivo com os pés, faça visitas regulares ao podólogo, pois ele será capaz de tratá-los melhor e indicar a forma ideal de cortar e cuidar das unhas, de acordo com o seu formato, para evitar que elas encravem.

Utilize protetores nas sapatilhas

Durante as aulas, utilize uma ponteira, de preferência de silicone, para ajudar a reduzir os impactos dos pés na sapatilha. Essa é uma forma de proteger os dedos e evitar que as unhas encravem ou quebrem ao longo do tempo. É importante também comprar sapatilhas do tamanho certo para os seus pés, pois números muito menores podem provocar feridas e calos logo no primeiro dia de uso e causar as temíveis joanetes. Caso você já as tenha, o ideal é utilizar um protetor especial também dentro das sapatilhas e na parte dos calcanhares.

Dê um descanso para os seus pés

Diariamente, após os treinos ou antes de dormir, faça imersões dos seus pés em água morna, massageie-os suavemente e proteja-os com uma meia de algodão confortável. No dia a dia, fora das aulas de ballet, evite utilizar sapatos muito apertados ou saltos muito altos.

Se alimente bem

Uma boa alimentação também é importante no cuidado dos pés de bailarinas. Alimentos ricos em cálcio, zinco e vitaminas são capazes de manter unhas fortes, saudáveis e difíceis de quebrar. Além disso, são a principal fonte de energia, força e resistência, essenciais para os treinos mais intensos.

E você, mantém uma rotina de cuidados especiais com os seus pés? Compartilhe com a gente nos comentários!

Visite a loja virtual da Evidence Ballet e veja produtos que não agridem aos seus pés.

Evidence Ballet- Coleção Capsula 3 - Banner ecommerce 2