Ponteira de sapatilha: aprenda como escolher o tipo certo!

O momento de escolher a ponteira de sapatilha exige muito cuidado. Você pode encontrar diversos tipos no mercado, mas é preciso adquirir uma que se ajuste aos seus pés. Dessa maneira, é essencial conhecer bem o seu corpo e o formato do seu pé para comprar a ponteira certa.

É possível encontrar ponteiras em diferentes materiais, marcas e outras características. No entanto, não adianta comprar a mais cara ou aquela de última tecnologia. O mais importante é identificar seu tipo de pé para encontrar a ponteira que você ficará confortável e trará segurança nos movimentos.

Assim, vamos apresentar alguns dos tipos de ponteira mais comuns. Confira as características de cada uma delas e veja qual parece mais adequada para as suas necessidades!

Ponteira de silicone

Esse tipo de ponteira é o mais usado por quem pratica ballet. A ponteira de silicone protege bem o pé dentro da sapatilha, além de ser muito resistente e confortável. O material de fabricação amortece os impactos, sobretudo nos saltos, e deixa uma sensação de conforto.

A ponteira de silicone é mais suave e pode ser encontrada em vários modelos, tamanhos e cores. Outra boa vantagem é que ela não aparece na borda da sapatilha. Por ser um produto que tem o preço acima da média, é importante conservá-la para que tenha maior durabilidade.

Desse modo, ela deve ser guardada dentro de uma embalagem com talco, pois, assim, a ponteira não vai grudar no seu pé e nem na sapatilha. A falta de cuidado pode diminuir muito a vida útil da ponteira de silicone, então veja o que fazer:

  • não lave a ponteira de silicone;
  • passe apenas um pano pouco úmido para fazer a limpeza;
  • caso suje, use uma quantidade bem pequena de detergente.

Ponteira de helanca

A ponteira de helanca é uma das mais baratas. Esse tipo de ponteira é confeccionado em pano e conta com uma espuma para ficar mais confortável. Por ser de tecido, ela absorve bem o suor, o que também protege a sapatilha e faz com que ela dure mais. Além disso, se o suor não chega até a sapatilha, ela não fica mais volumosa.

A desvantagem é que ela não tem o “decote” da sapatilha, o que faz com que a ponteira apareça. A ponteira de helanca também se mexe durante a dança, o que pode provocar dores e machucados. Uma dica: você pode usar duas ponteiras (uma dentro da outra) para diminuir esse problema.

Ponteira de algodão

Assim como a ponteira de helanca, a ponteira de algodão não é uma das melhores opções para absorver o impacto. Contudo, o tecido é mais macio, confortável e ainda absorve o suor. É comum que a ponteira de algodão seja usada por quem começa o trabalho nas pontas. Elas são menores e auxiliam no momento de quebrar a sapatilha. Após cerca de 6 meses de treinamento, você tem mais habilidade e pode trocar pela ponteira de silicone.

Contudo, não é apenas o material que interfere na dança. Os cuidados que você tem com a ponteira de sapatilha é fundamental para manter a qualidade. Portanto, proteja as peças da umidade, preste atenção para não alternar os pés e guarde-as com carinho. Caso precise trocar de ponteiras, a Evidence Ballet tem os produtos perfeitos para você.

Para saber mais, entre em contato com a gente que ajudaremos na escolha do produto certo para você!

Collant - Evidence Ballet